A Menina do Cabelo Vermelho volta a voar em um palco de Porto Alegre/RS em temporada com audiodescrição

Espetáculo infantil da Las Brujas Cia de Teatro e feitiços será encenado nas tardes de sábado e domingo, de 5 a 20 de abril, no Teatro de Câmara, sempre com audiodescrição aberta

O vento que sopra forte está trazendo Filó e sua pipa de volta a um palco porto-alegrense. E, desta vez, todas apresentações contarão com audiodescrição aberta e o convite para que os pequenos espectadores e seus acompanhantes toquem nos cenários, figurinos e intérpretes da peça infantil A Menina do Cabelo Vermelho, da Las Brujas Cia de Teatro e feitiços. A temporada começa em 5 de abril e vai até o dia 20, sempre aos sábados e domingos, às 16h, no Teatro de Câmara Túlio Piva, na Capital gaúcha. Os ingressos custam R$ 20, com desconto de 50% para pessoas com deficiência, idosos, professores, classe artística e titulares do cartão Clube do Assinante ZH.

O roteiro de audiodescrição é de Lolita Goldschmidt, que também interpreta Filó, com revisão de Mimi Aragón e Kemi Oshiro, consultoria de Mariana Baierle e narração da atriz Lívia Dávalos. A assessoria para a produção da audiodescrição é da Tagarellas Audiodescrição.

A Menina do Cabelo Vermelho une diferentes linguagens, como teatro de atores, vídeo, teatro de objetos e de sombras sob a direção de Daniel Colin, um dos profissionais mais renomados e premiados do teatro gaúcho na última década. No elenco, além de Lolita Goldschmidt, estão Diana Manenti, Denis Gosch e Douglas Dias, que conquistou no final de 2013 o Prêmio Tibicuera de Melhor Ator Coadjuvante por seu desempenho na peça.

Indicada a 8 categorias do Prêmio Tibicuera, a montagem é a primeira da Las Brujas Cia de Teatro e Feitiços e foi inspirada no livro homônimo de Lolita Goldschmidt. A peça busca transmitir às crianças valores como curiosidade e respeito às diferenças físicas, culturais, sociais e raciais entre as pessoas.

A protagonista é Filó, uma menina de cabelos vermelhos que imagina muitas histórias. Por ser diferente, ela se sente sozinha, em um universo sem cor. Levitando em seus pensamentos, seu mundo gira em torno de objetos da casa, com os quais ela fala “pelos cotovelos”. Um dia, brincando com uma pipa, Filó engata nos pensamentos e o vento sopra forte. A menina voa mundo afora, passando por vários países, onde encontra pessoas, roupas e hábitos diversos. Vive situações de medo, coragem, amizade, amor e, principalmente, graça e humor. E descobre no trabalho em conjunto, no respeito às diferenças e no companheirismo, a superação de suas dificuldades e a alegria de viver.

Depoimento da Tagarella Mariana Baierle sobre a primeira exibição de A Menina do Cabelo Vermelho com audiodescrição aberta, em janeiro deste ano, no Centro Cultural CEEE Erico Verissimo:
“Sempre fui uma entusiasta da audiodescrição aberta por inúmeros motivos. O primeiro é que se trata de uma oportunidade de mostrarmos ao público em geral o que é a audiodescrição, como ela acontece e o quanto ela é importante. O segundo motivo é porque melhora consideravelmente a minha experiência como usuária do recurso. Isto porque quando uso um fone de ouvido preciso escutar com um ouvido a audiodescrição e com outro o som do espetáculo. Há, nesses casos, um esforço maior para ‘montar’ mentalmente as duas bandas sonoras e entendê-las como parte de um único todo. (…) Em ‘A Menina do Cabelo Vermelho’ não foram as pessoas com deficiência visual que tiveram que usar fones para não incomodar os demais: foram as pessoas que enxergam que puderam experimentar e perceber como esse recurso é fundamental para quem não pode ver. (…) A iniciativa de Las Brujas mostra uma nova forma de conceber o mundo. Uma nova forma de pensar a arte. Arte para todos. Teatro para todos e sem restrições. Teatro com acessibilidade para as crianças e adolescentes, pois apostar na infância é apostar no futuro. Trazer audiodescrição já para os pequenos contribui com a formação do público infanto-juvenil, incentiva o gosto pela arte e pelo entretenimento desde cedo. As crianças que hoje têm a oportunidade de ir a esse tipo de espetáculo amanhã serão adultos com um entendimento diferente de mundo. (…) Uma nova forma de pensar a arte está surgindo.”

Depoimento de uma mãe, que levou sua filha e uma amiga, ambas sem deficiência visual, à mesma apresentação, no Centro Cultural CEEE Erico Verissimo:
“Gostaria de cumprimentá-los pela qualidade da audiodescrição. Minha filha e sua amiguinha comentaram, no final, que este recurso é legal para todas as crianças e que ajuda a focar a atenção e acompanhar muito melhor a narrativa da história e os detalhes de transformação do cenário. Viva a diferença que faz o mundo mais bonito! Os atores muito engraçados nos proporcionaram um dia muito feliz. Obrigada a todos!”

Serviço

Peça infantil A Menina do Cabelo Vermelho com audiodescrição aberta.
Datas: Sábados e domingos, de 05 a 20 de abril.
Horário: 16h (chegue 30 minutos antes do espetáculo para acompanhar a introdução da audiodescrição).
Local: Teatro de Câmara Túlio Piva (Rua da República, 575 – Bairro Cidade Baixa).
Duração: 50 minutos

Ingressos: R$ 20,00 (geral) e R$ 10,00 (pessoas com deficiência, idosos, professores, classe artística e titulares do cartão Clube do Assinante ZH).
Pontos de venda: Ingressos antecipados: Loja Balaio Fino (General Lima e Silva, 870, das 10h às 22h, fone 51 3085 5157). Bilheteria do teatro: nos dias das apresentações, 1h antes do início da sessão.

Ficha técnica da peça
Direção: Daniel Colin
Dramaturgia: Lolita Goldschmidt e Daniel Colin
Elenco: Diana Manenti, Denis Gosh, Douglas Dias e Lolita Goldschmidt (Stand by Marcelo Chittos e Lauro Fagundes)
Preparação vocal: Gisela Habeyche
Preparação corporal: Lolita Goldschmidt
Instrumentalização da manipulação de objetos: Cia Gente Falante
Iluminação: Leandro Gass
Cenografia: O grupo e Mario Cavalheiro
Vídeo: Thais Fernandes
Operação de vídeo: Ricardo Zigomático
Arte gráfica: Ricardo Zigomático e Sheila Trettin
Adereços: Margarida Rache
Figurino: Claudio Benevenga
Trilha sonora: Moysés Lopes
Fotografia: Renata Ibis e Pedro Lunaris
Produção: Diana Manenti e Lolita Goldschmidt
Assessoria de Imprensa: Adriana Lampert

Ficha técnica da audiodescrição
Roteiro: Lolita Goldschmidt
Revisão: Mimi Aragón e Kemi Oshiro
Consultoria: Mariana Baierle
Narração: Livia Dávalos
Produção: Tagarellas Audiodescrição

Transporte
Ônibus (parada em frente ao teatro de Câmara):
176 – Serraria (Rodoviária) – Centro/Bairro
178 – Praia de Belas – Centro/Bairro

Tagarellas Audiodescrição
http://tagasblog.wordpress.com/
+55 51 3384 1851 | +55 51 3022 1117 | +55 51 3217 4837
+55 51 8451 2115 | +55 51 9208 1176 | +55 51 8118 9814

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s