Sessões Acessíveis na Sala Redenção: B1-Tenório em Pequim

21187321_B1.Cartaz

Em uma fotografia em preto e branco, o rosto de Tenório, em close, ocupa a metade esquerda do cartaz. Tenório é negro e sua testa franzida na altura das sobrancelhas lhe concede uma expressão de extrema concentração. No canto superior esquerdo, está escrito: RT Features, Fimdoposte e IBDD apresentam. A metade direita do cartaz tem fundo branco. No canto superior direito, em letras pequenas, o texto: Brasileiro. Judoca. Cego. Tetracampeão Paraolímpico. Logo abaixo, em letras grandes e vermelhas, “B1” e em letras menores, pretas, “Tenório em Pequim”. Abaixo do título, os créditos: um documentário de Felipe Braga e Eduardo Hunter Moura. A parte inferior direita do cartaz é ocupada por logotipos de festivais e opiniões sobre o filme, como: “Espetacular” e “Hipnotizante” . Em uma barra inferior consta a ficha técnica do filme, o endereço do site (www.b1ofilme.com.br), a classificação etária (não recomendado para menores de 10 anos) e os logotipos dos patrocinadores, apoiadores e da distribuidora.

Continuam as Sessões Acessíveis na Sala Redenção. Dessa vez, será apresentado o documentário B1 – Tenório em Pequim, com audiodescrição e legendas em português. Ainda, nesta sessão, haverá a presença de judocas com deficiência visual como convidados especiais. Eles relatarão suas histórias, treinos e ainda as vitórias de judocas gaúchos em campeonatos nacionais e internacionais.

Sinopse:

B1-Tenório em Pequim retrata a jornada de Tenório, judoca profissional classificado como B1 – cego total. Um exemplo de perseverança, sacrifício e disciplina. Isolamento e solidão são alguns dos desafios enfrentados por este brasileiro espetacular em um projeto inédito, a conquista de uma quarta medalha de ouro em Paraolimpíadas. Filmado no Brasil, França e China, o documentário mergulha na sensibilidade de um personagem explosivo e tocante, e narra a preparação para este grande combate, numa emocionante viagem cinematográfica.

Para quem não sabe, as Sessões Acessíveis na Sala Redenção são o resultado de uma parceria entre a Sala Redenção de Cinema Universitário, o Núcleo Interdisciplinar Pró-Cultura Acessível – UFRGS e a Mil Palavras Acessibilidade Cultural. A cada mês é exibido um filme nacional com recursos de acessibilidade, seguido de um bate-papo.

A Sala Redenção fica no Campus Central da UFRGS e a entrada é franca. Compareça!

Sessão com ad em português no dia 11 de setembro, às 19 horas.

Gênero: documentário

Tempo de Duração: 99 minutos

Direção:  Felipe Braga e Eduardo Hunter Moura

Produção: RT Features, Fim do Poste Produções e IBDD

 

Fonte: www.milpalavras.net.br/

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s